SAGRADO CORAÇÃO de JESUS

SAGRADO CORAÇÃO de JESUS


Sagrado Coração

   INTRODUÇÃO.

 Como conseqüência das aparições de Nosso Senhor a Santa Margarida Maria Alacoque no mosteiro de Paray-le-Monial a partir de 1673, este culto teve um incremento notável e adquiriu a sua feição hoje conhecida. Nenhuma outra comunicação divina, fora as da Sagrada Escritura, receberam tantas aprovações e estímulos da parte da Igreja Católica.

“Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e oprimidos, que Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para o vosso espírito. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

  (Mt. 11, 28-30)

Não é por acaso que as aparições a Santa Margarida Maria deram-se num momento crucial em que se pretendia afirmar secularização e que a devoção ao Sagrado Coração apareceu sempre como o mais característico de todos os movimentos que resistiram àdescristianização da sociedade moderna.

 

A GRANDE REVELAÇÃO.

   A chamada Grande Revelação foi feita a Margarida Maria durante a oitava da festa do Corpus Domini (Corpus Christi) de 1675.

 Mostrando o seu Coração divino, Jesus confiou à Santa:

         “Eis o Coração que tanto amou os homens, que nada poupou, até se esgotar e se consumir para lhes testemunhar seu amor. Como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões, pelas suas irreverências, sacrilégios, e pela tibieza e desprezo que têm para comigo na Eucaristia. Entretanto, o que Me é mais sensível é que há corações consagrados que agem assim. Por isto te peço que a primeira sexta-feira após a oitava do Santíssimo Sacramento seja dedicada a uma festa particular para  honrar Meu Coração, comungando neste dia, e O reparando pelos insultos que recebeu durante o tempo em que foi exposto sobre os altares”.
         “Prometo-te que Meu Coração se dilatará para derramar os influxos de Seu amor divino sobre aqueles que Lhe prestarem esta honra”.

         Jesus apareceu-lhe numerosas vezes de 1673 até 1675. Dos seus colóquios com Nosso Senhor distinguem-se classicamente 12 promessas. Eis alguns extratos da Mensagem do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida Maria. (10)

            “Os fiéis acharão, pelo intermédio desta devoção amável, todos os socorros necessários ao seu estado, ou seja, a paz nas suas família, o alívio nos seus trabalhos, as bênçãos do Céu em todas as suas empresas, a consolação nas suas misérias, e é propriamente neste sagrado Coração que alcançarão um lugar de refúgio durante toda a vida e principalmente na hora da sua morte”.

         “O Meu divino Salvador fez-me compreender que aqueles que trabalham pela salvação das almas encontrarão a arte de comover os corações mais empedernidos e trabalharão com um êxito maravilhoso se eles mesmos estiverem penetrados de uma terna devoção ao divino Coração”.

         “Asseverando-Me que Ele recebia um contentamento singular em ser honrado sob a figura deste Coração de carne, cuja imagem desejava fosse exibida em público, com a finalidade – acrescentou – de tocar por seu intermédio o coração insensível dos homens; prometendo-me que derramaria em abundância todos os dons que possui em plenitude sobre todos aqueles que O honrassem; e que em todo lugar em que esta imagem fosse ostentada para ser objeto de especial honra ela atrairia toda sorte de bênçãos”.

         “Sinto-me totalmente imersa neste divino Coração; (...) estou como num abismo sem fundo onde Ele me revela os tesouros de amor e de graça que concede às pessoas que se consagram e sacrificam para lhe render e alcançar toda a honra, amor e glória de que são capazes”.

            “Confirmou-me o contentamento que recebe em ser amado, conhecido e venerado pelas suas criaturas e tão grande que prometeu-me que todos aqueles que Lhe sejam devotados e consagrados não morrerão jamais”.

            “Numa sexta-feira, durante a Sagrada Comunhão, disse estas palavras à sua indigna escrava: “Prometo-te, na excessiva misericórdia do meu Coração, que o seu amor onipotente obterá a todos aqueles que comunguem nove primeiras sextas-feiras do mês seguidas a graça da penitência final, que não morrerão na minha desgraça, sem receber os seus sacramentos e que o Meu divino Coração será o seu refúgio assegurado no último momento”. “Nada temas, Eu reinarei apesar dos meus inimigos e de todos aqueles que procurarão opor-se”.

            “Este amável Coração reinará, apesar de Satanás. Isto me arrebata de alegria.” “Afinal reinará, este amável Coração, apesar de todos os que se quererão opor. Satã e todos os seus seguidores serão confundidos”.

 

AS DOZE PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO.

 A SANTA MARGARIDA MARIA ALACOQUE.

 

A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sagrado Coração.

Eu darei aos devotos do meu Coração todas as graças necessárias a seu estado.

Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.

Eu os consolarei em todas as suas aflições.

Serei seu refúgio seguro na vida, e principalmente
na hora da morte.

Lançarei bênçãos abundantes sobre todos os seus trabalhos e empreendimentos.

Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias.

As almas tíbias se tornarão fervorosas pela prática dessa devoção.

As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição.

Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais empedernidos.

As pessoas que propagarem esta devoção terão os seus nomes inscritos para sempre no meu Coração.

A todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna.

 

ORAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

ANTE UMA GRAVE NECESSIDADE

 

Oh! Divino Jesus que dissestes:


«Pedi e recebereis; buscai e encontrareis; chamai e vos abrirá; porque todo o que pede recebe, e o que busca encontra, e a quem chama se abre».

 

Olhai-me prostrado a teus pés suplicando que me concedas uma audiência. 
Tuas palavras me infundem confiança, sobre tudo agora que necessito que me faças um favor:
(Em silêncio pedindo o favor) 
A quem hei de pedir, senão a Vós, cujo Coração é um manancial inesgotável de todas as graças e dons? 
Onde hei de buscar senão no tesouro de vosso Coração, que contém todas as riquezas da clemência e generosidade divinas? 
Onde hei de chamar senão a porta desse Coração Sagrado, através do qual Deus vem a nós, e por meio do qual vamos a Deus?


A Vós acudimos, Oh! Coração de Jesus, porque em Vós encontramos consolo, quando aflitos e perseguidos pedimos proteção; 
Quando acabrunhados pelo peso de nossa cruz, buscamos ajuda; quando a angústia, a enfermidade, a pobreza ou o fracasso nos levam a buscar uma força superior as forças humanas.


Creio firmemente que podes conceder me a graça que imploro, porque vossa Misericórdia não tem limites e confio que vosso Coração compassivo encontrará em minhas misérias, em minhas tribulações e em minhas angústias, um motivo a mais para ouvir meu pedido. 
Quero que meu coração esteja cheio da confiança com que orou o centurião romano em favor de seu criado; da confiança com que oraram as irmãs de Lázaro, os leprosos, os cegos, os paralíticos que se acercavam a Vós porque sabiam que teus ouvidos e vosso Coração estavam sempre abertos para ouvir e remediar seus males.


Sem dúvida... deixo em vossas mãos meu pedido, sabendo que vós sabes as coisas melhor que eu; e que, se não me concedes esta graça que te peço, me darás em troca outra de que muito necessita minha alma; e me concederás olhar as coisas, minha situação, meus problemas, minha vida inteira, deste outro ângulo, com mais Espírito de fé. 
Qualquer que seja vossa decisão, nunca deixarei de amar-vos, adorar-vos e servir-vos, Oh! bom Jesus. 
Aceitai este meu ato de perfeita adoração e submissão ao que decrete vosso Coração misericordioso. Amém.

 

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...


Sacratíssimo Coração de Jesus, em Vós confio. (Três vezes).

 

ORAÇÃO ANTE UMA IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO.

 

Oh! amantíssimo Jesus, como expressão de minha gratidão e em satisfação de meus pecados eu, N…, vos dou meu coração.

 

Me consagro inteiramente a Vós e me proponho nunca mais ofender-vos ou desprezar vossa santa graça. Amém.

 

TRÍDUO AO SANTÍSSIMO

CORAÇÃO DE JESUS, POR UM DOENTE.

 

I. Amorosíssimo Filho de Deus, que vos quisestes fazer homem e empregar vossa vida em beneficiar a todos, dignai-vos atender benignamente às súplicas que vos apresentamos por um doente querido. 
Lembrai-vos da infinita amabilidade, com que se enternecia vosso Coração à vista de tantos enfermos, e não deixava que se retirassem, sem terem recobrado a saúde. 
Porventura vosso Coração, por estar agora cercado de glória, mudou de natureza? 
Perdeu talvez a sensibilidade ou bondade para com seus filhos? 
Longe de nós tal suspeita, que fora para vós tão injuriosa. 
Apiedai-vos pois do melindroso estado deste doente, e mais em virtude da bondade do vosso Coração, do que dos nossos rogos, atendei-nos prontamente. 
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

II. Clementíssimo Coração de Jesus, oceano de bondade e fonte inesgotável de todas as graças, não desprezeis as súplicas que vos apresentamos. 
Lembrai-vos que durante vossa vida mortal, movido pelas lágrimas da Cananéia, que vos pedia por sua filha, concedestes quanto desejava. 
Lembrai-vos que compadecido do Centurião, que vos rogava o restabelecimento de seu servo embora distante, o curaste. 
Lembrai-vos também, que entrando um dia na casa de Pedro, lhe saraste a sogra, livrando-a de ardentíssima febre que a consumia. 
Valei-nos pois, também a nós, curando o doente que recomendamos à vossa bondade infinita. 
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

III. E a quem poderíamos recorrer com mais firme confiança de sermos atendidos, do que a Vós, dulcíssimo Coração de Jesus? 
Vós dissestes a vossa predileta discípula Santa Margarida que não recusaríeis qualquer graça que vos pedíssemos pelos merecimentos do vosso Coração, contanto que se não opusesse ao bem de nossas almas. 
Cumpri, pois, ó fidelíssimo Coração, vossa palavra, e, se não o embarga o bem da lama da pessoa recomendada, restituí-lhe a saúde. 
Não nos recuseis esta mercê; pois nós não cessaremos enquanto não nos disserdes as palavras consoladoras: " Eu sou a tua saúde, quero que sares".


oh! Maria, que sois a mais terna de todas as Mães, intercedei por nós e implorai-nos a graça que tão encarecidamente pedimos.


Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

TRÍDUO DE AGRADECIMENTO

AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

 

I. Primeiro Dia


Oh! Coração bondoso do meu Jesus, quanto fostes fiel às vossas promessas! 
Vós afiançastes à vossa dileta discípula santa Margarida que nos concederíeis qualquer graça, que vos pedíssemos pelos vossos merecimentos, contanto que se não opusesse ao bem da nossa alma. 
Ora, fiados nessas promessas, recorremos a Vós em nossas tribulações e vos dignastes valer-nos prontamente. 
Sede para sempre Bendito! Para vos agradecer a mercê que dispensastes, nós vos oferecemos os tributos de graças que os anjos e os santos vos prestam no céu e junto com eles repetimos: 
Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

II.Segundo Dia


Não aconteça jamais, oh! Coração diviníssimo de Jesus, que de nós também vos queixeis, como dos leprosos, que depois de curados nem foram sequer vos agradecer. 
Não. Queremos, pelo contrário, imitar o único dentre eles que, mal se viu curado, voltou, glorificando a Deus, em altas vozes e se prostrou, dando-vos humílimas graças. Do mesmo modo vos bendizemos repetindo: 
Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

III.Terceiro Dia


Pouco nos aproveitariam, oh! Senhor, as mercês até aqui recebidas, se delas não tomássemos impulsos, para confiarmos sempre mais em Vós, e crescermos na devoção ao vosso Coração. 
São estes os propósitos que fazemos agora na vossa presença e ao mesmo tempo as graças que vos pedimos. 
Sim, oh! Jesus, dai-nos uma confiança ilimitada, perpétua, sincera, no vosso Coração, em todas as nossas necessidades espirituais e temporais, de sorte que Só Nele busquemos o remédio a todos os nossos males. 
Fazei que cresça sempre em nós a devoção verdadeira, terna e confiante ao vosso Abençoado Coração, afim de que recorrendo sempre a ele, e alcançando quando pedimos, possamos cheios de reconhecimento e de júbilo, repetir:


Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

www.padrehector.net